Páginas

terça-feira, 3 de abril de 2012

Globo detona plano da Dilma.
Quem manda ficar na Vertical ?

 para apoiar a indústria e atenuar o impacto da valorização do Real e, portanto, o
 barateamento das importações, especialmente, da China.

Haverá mais dinheiro do BNDES (R$ 20 bilhões) e da Finep (R$ 7 bilhões), com juros menores.

Na semana que vem, a Caixa e o Banco do Brasil vão reduzir os juros, também.


Para as indústrias têxtil, indústria plástica, móveis, a Embraer, bens de capital,
 máquinas, eletro-eletrônica, fabricantes de ônibus (Marco Polo), auto-peças e 
naval o custo da Previdência será reduzido.

Com isso, o Governo espera garantir, diz o Valor, um crescimento de 4% do
 PIB em 2012.
Navalha
A Globo discorda.
No Bom (?) Dia Brasil desta terça-feira, o Ali Kamel detonou o programa da Dilma com algumas observações devastadoras:
” O Governo faz o que pode …”
Medidas são “tímidas”.
Bom seria “incentivar o mercado externo” (sic) !
O novo mantra é “desindustrialização” …
Medidas são “pontuais” – o que não quer dizer absolutamente nada.
Dilma não tem “visão estratégica”.
Bom mesmo para o bolso do consumidor seria deixar entrar o produto chinês mais barato – e dane-se a indústria brasileira !
O melhor mesmo foi a Urubóloga (a volta das férias desestruturou os fundamentos 
do PIB mundial).
Dessa vez, ela não recorreu a nenhum gráfico mortífero.
Preferiu a geometria.
Sim, a Geometria Neo-Euclidiana.
O problema dessas medidas da Dilma – disse a Urubóloga – é que elas são na Vertical.
E o bom é o Horizontal.
Formidável !
Conseguimos reduzir a Ciência Econômica a uma sessão de palavras cruzadas.
Chora, Euclides, chora !




Paulo Henrique Amorim

Um comentário:

  1. ..."Urubóloga" simples e direto e é praticamente nossa visinha(credo)

    ResponderExcluir